quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

tem dia

. tem dia q a poesia cansa. tem dia q a vontade vai que de tanto desejo, enche. que de tanto tudo... tudo sai tem dia que foda-se a poesia. que morra o poeta perdedor que não há beleza na esperança que foda-se o amor. e daí a rima podre? se a rima fosse boa ainda assim seria só uma merda bem escrita e poeta vive de enfeitar a podridão e no final, a podridão é quem fica. tem dia que é preciso prática. que é preciso ação e que, na prática tem dia q é só outra canção...