segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

tanto

.
mesmo depois de tudo
ainda há tanto pra se dizer
vozes sem palavras
gestos sem movimento
coisas q só calado posso dizer

mas
quanto disso é verdade?
quanto disso ainda tenho em mim?

só tua voz já me faz sentir melhor
quando não dá mais pra mim
só assim posso me reerguer
e seguir até quando eu puder

mesmo explicado tudo
e retrucado tudo
ainda há tanto a se dizer
gestos sem palavras
vozes sem movimento
coisas q só aos gritos se pode esconder

mas
quanto disso é verdade?
quanto disso ainda temos em nós?

se eu não puder estar com você
te peço pra não me esquecer
e pra sempre esconder
q ninguém possa saber
tudo q a gente sente

tenta me entender

e se eu não soltar da tua mão
te peço perdão