terça-feira, 21 de agosto de 2007

na pré-escola

.
foi na pré-escola

lembro q, num ato nazista, minha professora botou todos os alunos em círculo...
e só saía do círculo quem conseguisse amarrar seus cadarços.

eu não sabia amarrar
e
sempre q sou obrigado a fazer algo q não gosto
ou não concordo
faço de tudo pra incomodar... irritar
sempre fui assim

eu ficaria 3 dias naquela roda
fazendo de conta q não aprendi
só pra mostrar, dessa forma torta,
o quanto eu achava idiota essa idéia.

e fui, realmente, o último a sair.
na verdade
ficamos eu e uma coleguinha.

ficávamos nos olhando
envergonhados pela situação...
enquanto os outros ficavam olhando
como hienas
só esperando... rindo... esperando a professora dar as costas pra nos atacar.

eu continuava firme
no meu plano de não conseguir realizar a tarefa. firme. teimoso.

mas
minha coleguinha finalmente conseguiu...

eu odiava todas as pessoas naquela sala, naquele momento.
(por isso sou contra armas de fogo... eu teria matado a todos)

foi quando essa minha colega
ao invés de sair e festejar seu feito
a conquista de nunca mais precisar de ninguém pra amarrar seus tênis
de poder, sozinha, calçar e seguir seu destino...
sentou-se na minha frente
pra mostrar como era fácil
pra me ajudar

foi assim q eu conheci meu primeiro amor
minha inesquecível primeira paixão

nem sei se foi exatamente assim q aconteceu...
só sei q é essa a imagem q eu guardo dela...
pra sempre

domingo, 19 de agosto de 2007

futilidades

.
hoje eu vi um homem morto...
e eu ri
ele estava morto e nú
e eu achei graça

nú e morto
jogado sobre um carro
assim como um mosquito esmagado no parabrisa. igual.

eu tinha uma canção na cabeça
e um destino...
eu aumento o volume e...
do q eu estava falando??